terça-feira, 14 de abril de 2015

REPERCUTIU NA REDE:

OFENSAS CONTRA O CORPO DE BOMBEIROS DE TARAUACÁ
NA REDE SOCIAL FACEBOOK

A comoção causada com a morte de Letícia em Tarauacá, marcou o sepultamento do corpo da vítima, Letícia dos Santos (4 anos), realizado no cemitério de Tarauacá, na manhã desta terça-feira (14).

Por ter sido uma fatalidade de grande comoção no município de Tarauacá, é normal que as pessoas se manifestem. No caso do incêndio, vemos muitas pessoas explanarem comentário nas redes sociais. O que não podemos e nem devemos fazer é passar dos limites da tolerância com ofensas ou denegrindo a imagem das pessoas. Isso pode nos dar uma dor de cabeça sem tamanho.


O incêndio na casa da pequena Letícia dos Santos (4 anos), gerou uma comoção generalizada no município de Tarauacá. As pessoas choravam enquanto o fogo consumia a casa com chamas que davam para ser vistas de qualquer ponto da cidade.
“Aquele incêndio poderia ter virado uma catástrofe ainda maior. Mais de 50 casas poderiam ter sido queimadas, se não fossem o bom trabalho dos bombeiros de Tarauacá”. Afirmou o Major Moisés (Comandante do Corpo de Bombeiros Militar de Tarauacá.
A comoção causada com a morte de Letícia em Tarauacá, marcou o sepultamento do corpo da vítima, Letícia dos Santos (4 anos), realizado no cemitério de Tarauacá, na manhã desta terça-feira (14).

Por ter sido uma fatalidade de grande comoção no município de Tarauacá, é normal que as pessoas se manifestem. No caso do incêndio, vemos muitas pessoas explanarem comentário nas redes sociais. O que não podemos e nem devemos fazer, é passar dos limites da tolerância com ofensas ou denegrindo a imagem das pessoas ou corporações. 
Especulações estão sendo sondadas para que se apure o que provocou o incêndio na casa de Letícia. Uma linha de investigação já estar bem adiantada. O pai da garotinha sofreu graves queimaduras enquanto tentava procurar a menina pela casa. Recebendo tratamento no hospital Dr. Sansão Gomes. “De tudo foi feito para evitar que o fogo se alastrasse.”. Disse o bombeiro de Tarauacá. 
Por ter sido uma fatalidade de grande comoção no município de Tarauacá, é normal que as pessoas se manifestem. No caso do incêndio, vemos muitas pessoas explanarem comentário nas redes sociais. O que não podemos e nem devemos fazer é passar dos limites da tolerância com ofensas ou denegrindo a imagem das pessoas. 
Uma postagem no Facebook, causou indignação ao Corpo de Bombeiro de Tarauacá. Rendendo mais de 40 comentários. Para a internauta a corporação é dos bombeiros é uma (adrem). Segundo ela, não estão preparados, tem medo e que não fazem nada. 
A Notícia se espalhou rapidamente, e no Grupo do aplicativo Wats Sap, os comentários e fotos estão no Grupo de Notícia que espalha a mensagem. Segundo a postagem foi uma irresponsabilidade total dos bombeiros. A garota discutiu com várias pessoas, incluindo bombeiros. Uns elogiam o trabalho feito, mas a maior parte "desce a lenha"nos comentários. Disse que o caminhão pipa estava vazio, e que os bombeiros passam nove meses fazendo curso e não sabem engatar uma mangueira.
Conversei com o comandante Major Moisés do Corpo de Bombeiros Militar de Tarauacá. Foi uma conversa agradável. Queria saber a posição dos bombeiros para este assunto. Tive uma explicação bem resumida de como agem quando são acionados para atender um chamado. 
Para o comandante, considerando que houve comentários graves e uma grande comoção dos tarauacaenses, não se pode tolerar esse tipos de ofensas. Que todos os bombeiros que foram para combater o incêndio fez o seu trabalho com dignidade. Segundo o comandante, será aberta uma sindicância interna para apuração dos fatos ocorridos. 
"Serão ouvidos todos os bombeiros, familiares e testemunhas envolvidos no atendimento da ocorrência. Quanto aos comentários na rede social, providências estão sendo tomadas pela corregedoria (jurídico) dos bombeiros de Rio Branco. Uma nota será espedida ao final das ações". Finalizou o Major Moisés (Comandante dos Bombeiros de Tarauacá) ao Blog Copyright© 2015 @Kbym.
Por: Copyright© 2015 @Kbym

Nenhum comentário: