quarta-feira, 17 de outubro de 2018

JESUS: "DE VENDEDOR À DEPUTADO FEDERAL"


JESUS SÉRGIO, A GRANDE SURPRESA DO ACRE PARA A CÂMARA FEDERAL

“QUANDO CRIANÇA, DEPUTADO VENDIA QUIBE E SUCO NAS RUAS DE TARAUACÁ”



O deputado Jesus Sérgio, 45 anos, já avisou que não vai para a Câmara Federal fazer oposição ao governo de Gladson Cameli. “Eu fiz campanha e apoiei o Marcus Alexandre em Tarauacá e no Jordão, onde ele teve mais votos que o Gladson. Mas, infelizmente, não foi suficiente, então vamos atuar para fortalecer o Acre, melhorar a qualidade de vida da população”, declarou ele em entrevista nesta terça-feira.

Jesus, nasceu no Seringal Xapuri, na beira do rio Tarauacá onde viveu até os 9 anos quando seu pai decidiu se mudar com a família para a cidade.  Para ajudar a família, Jesus conta que vendeu quibe e suco pelas ruas de Tarauacá até os 11 anos, quando conseguiu emprego numa loja de confecção.

Aluno aplicado, ele conta que sempre foi aprovado com as melhores notas de sua turma. Aos 16 anos, seu pai o enviou para estudar num seminário em Cruzeiro do Sul. “Devo muito do que sei hoje à minha formação por este seminário”, agradece ele.

Mas, Jesus não conseguiu concluir o curso no seminário, precisando retornar para Tarauacá porque seu pai, que já era viúvo, adoeceu com câncer e morreria logo depois.  Diante da orfandade, Jesus assumiu a responsabilidade de comandar a casa da família.

Muito bem preparado, porém, Jesus não desperdiçava oportunidade e foi aprovado em vários concursos públicos. Licenciado em Matemática pela UFAC, logo passou em primeiro lugar no concurso para professor estadual em Tarauacá e, mais tarde, para professor da rede municipal.

Jesus também participou e foi aprovado no concurso público para o Banco da Amazônia de Tarauacá e passou a acumular as funções de bancário durante o dia e de professor à noite.

Em 2012, incentivado pelo tio Chico Batista, que foi vereador por vários mandatos em Tarauacá, Jesus lançou sua candidatura pelo PDT e conquistou uma cadeira com 814 votos, sendo o mais votado do partido.

Em 2014, a convite do presidente do PDT, José Luís Tchê, concorreu a deputado estadual obtendo 3.483 votos. Nas eleições deste ano tentou um salto mais alto e obteve êxito, conquistando 9.537 votos tornando-se o segundo deputado federal eleito por uma sigla da oposição neste pleito.

Mas, não vamos trabalhar para fazer oposição, queremos apenas o bem do Acre. O Acre é muito pequeno, só tem oito deputados federais e todos temos que contribuir para trazer mais recursos para o Estado”, afirmou ele que se orgulha de ter efetuado um mandato muito produtivo, com 13 projetos aprovados na atual legislatura. Seu projeto de maior repercussão trata da proibição do uso de celulares nas salas de aula de escolas públicas ou privadas, a não ser com o consentimento do professor para fins didáticos.

Se é considerada uma surpresa para muitos observadores das eleições no Acre, a vitória de Jesus Sérgio só o surpreendeu pela pequena margem da votação. “Eu esperava muito mais, mas tivemos muitos problemas de última hora para conseguir recursos”, observa ele.

O parlamentar afirma que não tem um reduto eleitoral específico, mas seu eleitorado é predominante em Tarauacá e, principalmente, fiéis da Igreja Carismática Cristã, onde conheceu sua esposa, Maria Lucinéia, funcionária do Tribunal de Justiça do Acre. “Estamos casados há 22 anos e temos três filhos de 17, 14 e 5 anos”, conta ele.

Sobre o insucesso da Frente Popular do Acre, Jesus Sérgio diz que não vê erros de estratégia, mas apenas o desejo de mudança do povo do Acre. “Encerrou um ciclo e o povo achou que deveria mudar. Não foi apenas no Acre, foi no Brasil inteiro, assim como nosso senador Jorge Viana outros nomes de envergadura do Senado não voltarão no ano que vem”, concluiu. FONTE



Por: Copyright© 2018 @Kbym

PRECONCEITOS:

PRECONCEITO:

POR: JULIANA BEZERRA / PROFESSORA DE HISTÓRIA

Cartaz contra preconceito


O preconceito é um juízo de valor criado sem razão objetiva e que se manifesta por meio da intolerância.

Geralmente ele envolve o rechaço à condição social, nacionalidade, orientação sexual, etnia, maneira de falar ou de se vestir de um indivíduo ou grupo social.

O preconceito surge por meio do julgamento nocivo que se faz sobre as diferenças entre as pessoas. Esse tipo de atitude é muito prejudicial à sociedade, visto que gera desentendimentos, intrigas, ódio, etc.

Definição de Preconceito

Preconceito é um pré-julgamento - literalmente, "pré-conceito" - uma concepção que já existe sem que haja fundamentação científica para tal opinião.
Em outras palavras, o preconceito é criado a partir de crenças e superstições que, por vezes, sustentam o ódio ou repúdio a determinado grupo.

Os indivíduos mais preconceituosos cresceram em contextos onde o preconceito era manifestado por atitudes discriminatórias. Assim, eles carregam determinadas ideologias geradas por uma base irracional.

Preconceito e Discriminação:

Sendo o preconceito um tipo de “juízo de valor” concebido sem grande fundamentação, a discriminação é a maneira como ele é manifestado.

O conceito de estereótipo está relacionado com essas atitudes discriminatórias. Trata-se de uma imagem definida que é atribuída às pessoas ou a alguns grupos.

O esteriótipo é uma generalização que pode ser perigosa, pois não contempla as particularidades do grupo social.

Preconceito no Brasil:

O preconceito no Brasil tem sido um tema extremamente discutido, visto o aumento da violência no país a certos segmentos sociais nas últimas décadas.

Ainda que seja polêmico para muitos, faz-se necessário colocá-lo na pauta central dos assuntos debatidos pela sociedade.

Sabe-se que a desigualdade no Brasil é enorme. Esse problema tem gerado diversos tipos de preconceitos que envolvem a cor, o gênero e a renda. Infelizmente, é comum ver atos discriminatórios no país, cujo resultado são diversos crimes de ódio e aversão.

Essa falta de tolerância com o outro tem crescido exponencialmente no território nacional e, portanto, faz-se necessário punir os preconceituosos para que essas atitudes sejam erradicadas.

Segundo a Lei n.º 7716 (1989):

Art. 1.º Serão punidos, na forma desta Lei, os crimes resultantes de discriminação ou preconceito de raça, cor, etnia, religião ou procedência nacional.

A pena para os que cometem atos associados ao preconceito é de reclusão de 2 a 5 anos. Uma das alternativas para diminuir cada vez mais essa postura intolerante é por meio da educação. Nas últimas décadas, o sistema de ensino brasileiro tem apresentado propostas educacionais, tais como os "Temas Transversais".

Tipos de Preconceito:

Atualmente é comum falar dos diversos tipos de preconceito . Os mais frequentes são:



Por: Copyright© 2018 @Kbym

CNAS FAZ MOBILIZAÇÃO PARA 2019:


CNAS FAZ MOBILIZAÇÕES PARA RECOMPOSIÇÃO DO ORÇAMENTO DA 

ASSISTÊNCIA SOCIAL PARA 2019


 Membros do Conselho Nacional de Assistência Social – CNAS irão ao Congresso Nacional nessa quarta-feira,17, para tratar com os parlamentares sobre o Orçamento da Assistência Social para 2019. A decisão de realizar a Incidência Política foi deliberada na última reunião após a verificação dos cortes orçamentários que foram realizados no Projeto de Lei Orçamentário Anual - PLOA 2019, na área da Assistência Social.

O corte no orçamento para o próximo ano terá a diminuição de 133 mil vagas em abrigos (orfanato e asilo) que impacta na redução de 39 mil vagas para crianças e adolescentes, 58 mil vagas para idosos e 27 mil para adultos desabrigados ou em situação de rua. Também terá a diminuição de 10 milhões por ano às pessoas e famílias em situação de desemprego, fome, iminência de violência doméstica que são atendidas nos Centros de Referência da Assistência Social, além de outros serviços, Programas e Projetos que ficaram prejudicados, segundo informações do Ministério do Desenvolvimento Social – MDS.

Na última terça-feira, 9, o CNAS esteve presente em 03 audiências com intuito de articulação para reverter esse quadro e esteve  com os seguintes parlamentares: Deputado Eduardo Barbosa – integrante da Frente Parlamentar do Congresso Nacional em Defesa das Pessoas com Deficiência, Deputada Julia Marina – Comissão de Defesa dos Direitos da Pessoa Idosa, Assessor de orçamento e processo legislativo Dalessandro Soares em nome da Senadora Fátima Pelaes – relatora setorial da PLOA 2019.

Já na segunda feira, 15, o Grupo de Trabalho de Incidência Política do Conselho Nacional também foi ao Congresso Nacional e conversou com a Deputada Erika Kokay coordenadora da Frente Parlamentar em Defesa dos Direitos Humanos sobre a necessidade da recomposição do orçamento. “Recebemos o apoio de todos Deputados e Senadores que conversamos propondo emendas e buscando apoio de outros parlamentares, ainda teremos outro momento de incidência política sobre este assunto que acontecerá hoje”. Afirmou a Presidente do CNAS, Norma Carvalho.

O Ato em defesa do Orçamento Público da Assistência Social acontecerá nesta quarta-feira, às 14h, no Salão Nobre da Câmara dos Deputados. O Ato está sendo organizado pelo CNAS juntamente com a Frente Nacional Parlamentar em Defesa do SUAS, Fórum Nacional de Secretários (as) de Estado da Assistência Social – FONSEAS, Colegiado Nacional de Gestores Municipais de Assistência Social – CONGEMAS e os Forúns Nacionais dos Usuários, Trabalhadores, Movimento das Entidades e Organizações da Assistência Social. “É de extrema importância que as pessoas participem desse Ato, Organizações da Sociedade Civil, Gestores, Trabalhadores, Usuários e todos os atores da Assistência Social devem se unir nesse momento que o SUAS sofre sérias ameaças, com todo esse corte orçamentário”, acrescentou a Presidente. 

Iniciativa de mobilizações:

As mobilizações do CNAS juntamente com outros setores da Assistência Social iniciaram na reunião plenária do Conselho realizada em agosto, onde foi divulgada tabela comparativa com a proposta orçamentária de 2019 enviada pelo Executivo ao Congresso Nacional, e a Resolução do CNAS nº 16/2018 que aprovou a Proposta Orçamentária da Assistência Social para 2019. 

 Conforme tabela comparativa foram 57,39% de corte no Benefício de Prestação Continuada à Pessoa Idosa e 44% no Benefício de Prestação Continuada da Assistência Social à Pessoa com Deficiência, além de cortes nos Serviços Socioassistenciais na ordem de 49,48%. Valores que inviabilizam o funcionamento e financiamento de Projetos, Serviços e Programas.

 Conselho Nacional de Assistência Social:




Por: Copyright© 2018 @Kbym

terça-feira, 16 de outubro de 2018

COMEÇOU BEM!!! 1 PROJETO DE GLADSON:


GLADSON CAMELI GARANTE LEVAR PROJETO À ALEAC PARA ACABAR COM PENSÃO DE EX-GOVERNADORES

Cameli diz que estado consome mais de R$ 5,5 milhões por ano com pagamento do benefício


O governador eleito Gladson Cameli (Progressista) garantiu nesta terça-feira (16) que um de seus primeiros projetos a serem enviados para apreciação dos parlamentares na Assembleia Legislativa será o de pôr fim ao pagamento das aposentadorias para ex-governadores, que consomem atualmente dos cofres públicos nada menos que R$ 5,5 milhões ao ano.

Atualmente, quatorze pessoas, entre viúvas e até ex-governadores com mandatos no Congresso Nacional, como é o caso do deputado federal reeleito Flaviano Melo, do MDB, e do senador Jorge Viana, do PT, derrotado nas urnas para reeleição deste ano, recebem mensalmente o benefício no valor de R$ 30.71,11.

Também recebem a pensão os ex-governadores Nabor Junior, Romildo Magalhães e Binho Marques, atualmente morando fora do Acre, lotado como secretário dos Sistemas de Integração do Ministério da Educação.


Gladson Cameli acredita que a matéria será aprovada pelos deputados por ampla maioria e os recursos serão somados aos investimentos que serão feitos por ele em áreas prioritárias como educação, saúde e, principalmente, segurança pública. FONTE:


Por: Copyright© 2018 @Kbym

CENTRAL XEROX INFORMA: TARAUACÁ:

CENTRAL XEROX EM NOVO ENDEREÇO!!!

XEROX, SERVIÇOS, BRINQUEDOS, ENTRETENIMENTO E COMPUTAÇÃO



Por: Copyright© 2018 @Kbym

segunda-feira, 15 de outubro de 2018

SER PROFESSOR(A):

SER PROFESSOR(A) É...

Resultado de imagem para professor frases

Por: Copyright© 2018 @Kbym

CADÊ O DINHEIRO DO ESPORTE DO ACRE:


O POVO QUER SABER:
“CADÊ O DINHEIRO DO ESPORTE DO ACRE?”

Nenhum texto alternativo automático disponível.

Presidente da Federação de Basquete do Acre Atevaldo Santana, insatisfeito com a não valorização do esporte no Acre, questiona: “Cadê o dinheiro do esporte do Acre?” Em uma rede social, ele desabafa:

“Todo dirigente esportivo sabe que o Ministério dos Esportes, envia anualmente para as Secretaria Estaduais de Esportes recursos provenientes do montante arrecadado com os jogos das Loterias. (Lei Agnelo Piva). O que diz a Lei: 4% dos valores brutos arrecadados com os jogos serão repassados ao COB, COMITÊ PARA OLÍMPICO e as Secretarias Estaduais de Esportes. 

Na verdade são recursos repassados pela CAIXA diretamente, e de forma obrigatória, sem a necessidade do Secretário de Esportes correr à Brasília atrás da liberação. 

Conseguimos junto ao Ministério dos Esportes as planilhas de 2015, 2016 e 2017 que nos mostra a quantidade de recursos que chegou ao Acre para investir no Esporte. 

Estamos aguardando o Ministério nos repassar os valores referentes ao presente exercício. 

Na prática esses recursos o gestor é que diz onde será investindo, sem a interferência do Ministério. O secretário (gestor) licita e presta conta ao governo federal. 

Portanto, no ano passado a Secretaria de Esportes do Acre recebeu 950,00 mil reais, que bem aplicado daria pra fazer algo pelo esporte do Acre. 

Considerando o montante recebido das loterias, e que nada foi feito no esporte nos últimos anos, não é demais afirmar que o Estado simplesmente não tirou recursos próprios para o esporte do Acre. 

Atletas nas esquinas vendendo TRUFA para poder participar de jogos nacionais, esse é o legado deixado pela administração do PT, sem falar no calote dado nos atletas que participam dos Jogos Escolares, quando o Estado não os manda para a fase nacional dos Jogos. Publicamos em anexo, as planilhas com os valores recebidos”.


Nenhum texto alternativo automático disponível.

É amigo....Assim estava o Acre no esporte!!! E nosso campeonato, tive que fazer um bingo para continuar maior campeonato de futsal amador do Acre Rachão... A Lei nos fez fazer todo processo de liberação do recurso como: Projeto, entrevista, pedido de bônus e etc e nada foi liberado... Enquanto isso, os jovens irão para o mundo do crime e outros delitos. O que esses ignorantes da vida não sabem é que o ESPORTE é a maior ferramenta de inclusão social que existe... Mas vida que segue, sempre buscando alternativas de se fazer esporte, seja ele qual for”.



Por: Copyright© 2018 @Kbym