quinta-feira, 14 de agosto de 2014

A VIDA SEGUE...

A BOA E VELHA POLÍTICA DE TARAUACÁ

A boa e velha política chegou em Tarauacá. Velhos e novos candidatos. As promessas são as mesmas de décadas atrás. Ainda era menino quando as ouvia. Velhas promessas nunca envelhecem. Sempre há alguma coisa acontecendo, nada na vida é tão banal. No mundo atual a superficialidade das coisas é a regra, embora ainda haja algumas raras exceções. O ter para mostrar e aparecer continua sendo a alta da flasa moral social. Estamos sempre distante da essência das coisas, pois já não há mais quase nada que nasce com o intuito de permanecer.

A vida não é eterna. Temos um prazo de validade, nossas relações também. Não é preciso lembrar-se de mais nada, lembranças são arrastadas pelo vento e dificilmente permanecem inalteráveis. Somos altamente vulneráveis, e em questão de segundos nos tornamos outras pessoas. Às vezes a vida tem um gosto que a gente nunca conheceu, e talvez nunca vá conhecer. 


 O tempo corre depressa e, na maioria das vezes, chegamos atrasados, quando não há mais nada a fazer. Prometemos a nós mesmos e aos outros uma porção de coisas, mas raramente essas promessas se tornam realidade. São encontros que em breve serão reencontros, lágrimas que secam rapidamente, saudades que o tempo arrasta juntamente com a promessa de um novo encontro.

A cada promessa, uma nova peça do jogo desaparece, deixando-nos incompletos. Velhas promessas. Imperfeitos, vamos embora, e logo assimilamos a idéia de nunca mais voltar. Os jovens já não possuem o brilho no olhar que inspira a revolução, pois os sonhos continuam os mesmos, e as idéias vão de encontro aos fatos. Não há nada há fazer, estamos envelhecendo e as nossas vidas se transformando. 

Por: #@Kbym

Nenhum comentário: